sexta-feira, 6 de novembro de 2009

EXPLICAÇÃO DE AS ERAS DA COSMETOLOGIA

Em que era nós estamos?

Estamos na era dos produtos naturais modificados.

Se analisarmos a história das eras da cosmetologia, vamos observar que tudo começou com o natural.

Depois com a revolução industrial, entrou o modismo dos produtos derivados do petróleo. Você sabe quais são estes derivados de petróleo que são nocivos? óleo mineral, vaselina e parafina.

Se você observar alguns rótulos, tanto de linhas baratas, como caras, encontraremos estes derivadosdo petróleo.

E daí?

Como ficamos nesta história?

Será que podemos tratar cabelos com produtos que tenham derivados de petróleo?

E agora estamos na era dos produtos naturais modificados.Já que a era do natural é a melhor, porque as empresas não voltam pra ela?Se formos pensar entenderemos que o natural está em todo lugar, inclusive muitas vezes na sua casa, no seu quintal, na sua horta.




Como as grandes empresas vão lucrar?

Eles tem que inventar matérias-primas diferentes, né?

27 comentários:

Lucimar Torres disse...

acho que eles lucram misturando o natural com o industrial usam a tecnologia que temos hj para potencializar os ativos..

no caso da matéria prima,acho q na maioria das vzs usam o estratégia como mudar nome (ex. babosa por aloe vera)uma jogada de marketing.

danyslb disse...

já por isso esta é a epoca dos naturais modificados....a modificação se dá industrialmente e eles podem lucar com isso tb

fabiane disse...

Maísa prudutos naturais tem o prazo de validade restritos já que não são adicionados a eles conservantes existe essa ressalva?Quando lemos os rótulos não apenas de produtos de beleza mas também de alimentos industrializados, na verdade somos refens de todo esse "capitalismo selvagem".

Adriana disse...

Na realidade, de todo jeito as grandes empresas lucram elas utilizam de produtos naturais porem como fabricam em grande escala elas tem que diluir um concentrado, diminuindo acredito a sua eficácia. Inventar matérias-primas diferentes não, mas usando nomes científicos sim.

soninha disse...

eles naõ precisam inventar materias primas diferentes,basta diferenciar o original.

odaircardoso disse...

eles lucram por que os consumidores na grande maioria não sabem o que esta usando no dia à dia .

virginia hair Styler disse...

todos nós sabemos que tmos materia prima natural para muitas coisas , inclusivecuras de algumas doenças, mas pra que mexer em time que granha e pra q gastar dinheiro com estudos para melhor atender a saude no geral. Vcs acham que se criassem produtos que só fizessem bem , a humanidade não teria problemas e como as industrias viveriam se ninguém mais precisassem comprar tanto para assim dizer tratar dos cabelos. Tudo é apenas paleativo danoso, para cada vez mais o mercado ficar mais rico e nós mais probre de saude.

Karine Zanoli disse...

Olá Maísa,

Acho que a empresa deve investir em ativos naturais já conhecidos na terapia capilar, e realizar modificações na estrutura química desses ativos visando aumentar a sua atividade.
Um abraço...

Karine

Ilma Cavalcante disse...

eles lucram até em cima de cabeleiros, que ficam enganados com produtos

jaqueline vilas boas disse...

INFELISMENTE O CLIENTE NAO SABE O QUE USAR.dAI A MIDIA BOMBARDEIA DE PRODUTOS E ELES COMPRAM SEM SABER NEM MESMO O QUE E BOM OU RUIM

RENATA disse...

Apelo comercial... Marketing... Tudo visando a lucratividade acentuada. É o jogo do engana/engana. Infelizmente essa é uma realidade atual de mercado!

Gilmara Lima disse...

Maisa, o comercial sempre está presente no foco das empresas e como existe uma forte tendência do natural é possível que as grandes empresas explorem o conceito no seu marketing e não utilizem em 100% o ativo, pois exige estudos cientificos e nem todo mundo trabalha de forma ética.

Para o público leigo é muito dificil dissernir o certo do errado e por este motivo o tricoterapeuta se torna essencial no mercado.

Elayne disse...

Se as pessoas em geral ficassem sabendo disso tudo que sabemos, haveria uma revolução, e muitas empresas iriam falir; muitos já dizem que os produtos naturais não devem ser utilizados, que precisam ser refinados para se extrair apenas as substancias que fazem bem,porque senão não fazem o mesmo efeito.Eu acreditava nisso!

MARILZA disse...

Os produtos com componentes químicos trazem mais lucro as empresas e estas claramente não estão preocupadas com o tratamento dos cabelos, e consequentemente tb não com a saúde. Uma mídia forte com produtos de fácil acesso, conquistam a população, que sem conhecimento, compram aquilo que lhes é vendido mascaradamente.
Produtos naturais podem ser mais caros tb, difucultando a aquisicção por uma parte dos consumidores.
Muitas vezes o consumidor até sabe que o produto não é o mais aconselhado , porém não sabe o que usar no lugar deste ou onde comprar, ou como usar.
A falta de informação é terrível, pois faz com que sejamos manipulados.

Mari

Elane disse...

Acredito que não há necessidade de inventar matéria prima diferente, o nosso Brasil é tão ricos em plantas e ativos muito competentes para os cuidados da pele e cabelos. A questão é que fabricar produtos apenas com ativos naturais sai muito caro e as empresas estão mais preocupadas com os lucros e não com a eficácia dos produtos. Daí a "necessidade" de incluir matéria prima nociva nas composições.

Jandira disse...

Elas lucram de todo jeito,é misturando naturais com industrializados, dando um jeito na perfomace do produto, na verdade ailusãoé sempre vendida, querem cabelos bonitos aparentemente, nem sempre tratados como convém

gleibe luiz disse...

bem o uso de materias primas naturais ou nao vem tambem dos remedios ,alimentos etc...o importante é fazer o certo ,no nosso caso deveremos mudar a maneira de tabalhar tambem ou seja passar a usar o produtos certos e assim o diferencial será o resultado e desta atitude com o tempo tudo vai acontecer naturalmente.

engelrs disse...

Na verdade essa modificação do natural é pra gerar mais lucros para as empresas, visado estarem descobrindo novas formulas para ganharem a confiança dos consumidores, com isso levando a um resultado indesejado.Infelismente essa é a realidade.

Claudinha disse...

Comparo a questão dos produtos naturais aos alimentos organicos;sabemos que são mais saudaveis mas mesmo assim ingerimos os cheios de agrotóxicos,industrializados e enlatados.É necessário mudança mas ela as vezes pode demorar.Quanto os lucros das empresas não sei o que seria delas se todo mundo voltasse ao natural,sei que nossos lindos cabelos agradeceriam;Rs.
Já que tudo na vida depende de ética,onde fica ela quando somos engados e levados a usar produtos que prometem melhorar,recuperar,sarar...ao invés disso eles mascaram um problema ou até desenvolvem alguns?

Claudinha disse...

Tratar com produtos a base de petroleo?É engraçado nunca imaginei que teria derivado de petróleo em cosméticos e até acreditava que produtos com óleo mineral era bom pro cabelo,agora vejo o quanto nos iludimos com a midia.

rita costa disse...

e irão lucrar cada vez mais, pq o consumidor é leigo no assunto no que diz respeito a ativos, nao param pra ler a composiçao antes de comprar, ficam empolgados com o comercial, ai usam o produto 1 ou 2 vezes ai nao da certo vao a procura de outros produtos. Entao as industria estarao sempre lucrando. Cabe aos profision ais qualificados que conhecem bem do assunto a fazer uso do produto adequado natural e nao colaborar a engordar os cofres das grandes empresas que nao se importam com a verdadeiro objetivo que é tratar o cabelo e nao apenas maquear

Rafaeli disse...

infelizmente grande parte das empresas visam lucros, lucros, lucros... Fazem pesquisas, descobertas, tecnologias novas e vão se esquecendo do melhor: o natural. talvez este ultimo não dê tanto lucro. Grande parte dos consumidores de produtos para cabelo são leigos nesse assunto, aí vem uma empresa, lança um "novo" produto, faz sua belissima propaganda, nomes bonitos para produtos nocivos... tudo isso atraí muito o consumidor. O que precisa acontecer é uma mudança: essas empresas investirem em pesquisas com produtos naturais, que são os melhores e muitas vezes mais baratos.

neneca disse...

.
SABE, MAÍSA ISSO ME ARREPIA SÓ DE PENSAR, QUE TEM EMPRESAS QUE ACHAMOS CONFIAVEIS POSSA FAZER UM NEGÓCIO DESTE.COMO FICA A SAÚDE DO SER HUMANO? ONDE ESTÁ O REPEITO PARA COM OS OUTROS.GOSTARIA DE SABER MAIS EX. SOBRE ISTO .POIS DE AGORA EM DIANTE VOU ABRIR MAIS MEUS OLHOS.OBRIGADA PELA INFORMAÇÃO.

Rose disse...

As empresas vão lucrar com produtos "naturais" modificados porque precisam de resultado imediato, não importando se o efeito é realmente verdadeiro e prolongado

Simone disse...

Compreendo que as empresas não lucrariam nada se cuidassemos somente com o natural e aposto que o interessante é o produto natural acrescido de composições benéficas ao cabelo, ou seja, a produção do natural modificado sem produtos derivados do petróleo ou qualquer outra substância nociva a nossa saúde.

antonio raimundo disse...

Maysa

Mas é claro. se não inventarem algo diferente, de dificil acesso, não teriam lucros, pois iriamos fazer uso do natural de nossos quintais.

silvana

silvia helena disse...

Nâo devemos usar produtos derivados do petróleo, pois é maléfico para o cabelo. As emprezas vizam sempre o lucro, o bem estár do consumidor vem depois, por isso sempre encontrarão novidades para enganar as pessoas que não tem conhecimento. Silvia